Jornalista americano testa inteligência artificial no Twitter

31 de março de 2017
inteligencia artificial twitter

Usuário frequente das redes sociais, Kurl Wagner, jornalista do portal Recode, resolveu utilizar inteligência artificial para decidir o que iria postar no Twitter. Segundo ele, ele já twittou aproximadamente 5 mil vezes, mas agora decidiu apostar em uma nova forma de interação para testar os resultados.

O recurso empregado foi o da empresa Post Intelligence, também chamada de PI, que recomenda links e fotos para postar no Twitter e Instagram. A técnica ainda sugere o melhor horário para publicar, com o objetivo de gerar um bom índice de engajamento. Além disso, a popularidade dos tweets do jornalista também foi medida.

A plataforma utiliza algoritmos similares ao do Twitter e Facebook para determinar o que será visto no feed de notícias do usuário, de acordo com os seus interesses. Dessa forma, a Post Intelligence determinou quais assuntos Wagner twittou e quais tiveram uma melhor performance com os seus seguidores.

Quando outros tweets falaram sobre esses mesmos assuntos, a ferramenta aconselhou que eles fossem compartilhados também pelo jornalista em seu Twitter. Os resultados mostram como o software funciona de forma estratégica, já que as postagens dele performaram melhor do que usualmente acontece.

Números

Kurl Wagner fez 24 postagens no Twitter em 9 dias, sendo 12 indicadas pela Post Intelligence e 12 por conta própria. Os tweets sugeridos tiveram a média 7,2 favoritos e 2,2 retweets cada um.

Já aqueles que o jornalista postou sem a interferência da plataforma, tiveram nota de 5,0 em favoritos e 1,5 retweets em média. Além disso, ele ganhou 70 novos seguidores durante o período de teste, sendo que ele conquistou, em média, 118 novos seguidores, nos seis meses anteriores.

A empresa

A Post Intelligence foi criada pela mesma empresa de divulgação social MyLikes e ainda oferece a análise dos dados obtidos e um marketplace para vender com posts patrocinados. Atualmente, a versão disponível é gratuita.

Comments

comments

Clique aqui para comentar

Deixe um comentário:


Receba as últimas notícias do mercado de informação!